CNS dá posse a novos conselheiros para mandato até 2024

CNS dá posse a novos conselheiros para mandato até 2024
Conselho Nacional de Saúde | Crédito: ASCOM CNS

Nesta sexta-feira (17) acontece a 328ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS), das 9h às 13h para a aprovação do calendário de Reuniões Ordinárias em 2022. Haverá também debate sobre a implementação da estratégia do DigiSUS junto aos conselhos estaduais e municipais de Saúde. O DigiSUS é um sistema de informação para estados e municípios, desenvolvido a partir das normativas do planejamento do SUS e da internalização da lógica do ciclo de planejamento orçamentário. A atividade será no Auditório Emílio Ribas, na sede do Ministério da Saúde, em Brasília.
Serão três dias de reuniões, onde constam também a posse dos novos conselheiros e conselheiras de saúde para o mandato 2021-2024, a 73ª Reunião Extraordinária do CNS e a 327ª Reunião Ordinária do Conselho.

A primeira reunião ordinária será no Auditório Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e tem na pauta, a 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental, os debates da Comissão Intersetorial de Orçamento e Financiamento (Cofin), da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos e Relações de Trabalho (Cirhrt); e da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

Também neste dia, haverá a entrega da Comenda Zilda Arns para Jaqueline Góes de Jesus, cientista que que coordenou a equipe responsável pelo sequenciamento do genoma do coronavírus em apenas 48 horas após a confirmação do primeiro caso de Covid-19 no Brasil.

No mesmo formato, no dia 16, será realizada no San Marc Hotel a cerimônia de posse dos conselheiros e conselheiras nacionais de Saúde. O evento ocorrerá das 8h30 às 16h30. O CNS renovou aproximadamente 30% do seu quadro de conselheiros e conselheiras, após o resultado da última eleição, realizada no dia 11 de novembro deste ano.

O Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) foi reconduzido como titular no CNS, junto com outros 47 conselheiros e será representado por sua presidenta Lúcia Souto. À época da eleição, Lúcia enalteceu o rico processo de construção de consensos: “toda esta caminhada fortalece nossa ação colegiada, que tantos frutos gerou neste momento crítico que o país atravessa”, enfatizou a presidenta.

Ao todo, o CNS é composto por 144 conselheiros e conselheiras, entre titulares e suplentes. A distribuição das vagas é paritária, sendo: 50% de usuários do SUS, 25% de trabalhadores do SUS e 25% de prestadores de serviço em saúde e gestores do SUS. O Cebes é titular do CNS como representante das entidades nacionais dos profissionais de saúde, incluída a comunidade científica da área de saúde. A Abrasco e a SBPC são suplentes.

No dia da posse, também serão eleitos o presidente e sete membros da mesa diretora, que é responsável pela condução das reuniões do pleno, além de articulações políticas e institucionais.

Se informe mais sobre eleições do CNS para o mandato 2021-2024: link
Conheça as entidades e movimentos sociais eleitas para o triênio 2021-2024: link